O TUDO COOPERA! TEM O MAIOR PRAZER EM RECEBER SUA VISITA, ESPERO, DE ALGUMA FORMA, SOMAR COM VOCÊ QUE É SEMPRE MUITO BEM VINDO. VOLTE SEMPRE!

O blog tem este nome porque, eu realmente creio que tudo que acontece, bom ou ruim, acaba contribuindo para o bem, para o crescimento, o amadurecimento, de quem se deixa moldar dentro do processo. Mesmo que na hora não se perceba tal coisa.

segunda-feira, abril 19, 2010

LÍNGUA! TERMÔMETRO DO CORAÇÃO






 A Bíblia é o livro de relacionamento por excelência;                                         
-O homem com Deus (Gn 3.8-9; Jr 29.13; Ez 20.19; Mt 22.32; Jo 1.14);
-O homem consigo mesmo (Sl 42);
-O homem com seu semelhante (pais, filhos, conjuge,etc sobretudo em Provérbios);
-O homem com seu habitat (terra) (Gn 2.15 e 20).
Deus não deixou de fora nenhum aspecto da vida humana.

Um bom relacionamento depende de várias coisas, mas uma é fundamental: a língua, onde está o poder da morte e da vida (Pv 18.21)!
A linguagem oral sempre está acompanhada da corporal, e de atitudes em geral. A falta de coerência entre elas é que solapa a autoridade de quem fala, minando a confiança no relacionamento. Há necessidade, portanto, de coerência ao se expressar em todos os relacionamentos.
Como bom dia ou boa tarde não compromete ninguém, os problemas normalmente ocorrem com as pessoas com quem mais se convive, principalmente a família.


É importante observar o que se fala, como se fala e porque se fala, para que o relacionamento seja mantido saudável e gratificante. O que não só agrada a Deus, como também mantêm a harmonia e felicidade.

Como "a boca fala do que está cheio o coração" (Lc 6. 45) torna-se imprescindível verificá-lo pois, "dele procedem as fontes da vida" (Pv 4.23).
Morte ou Vida! Eis o que procede de uma boca! É uma responsabilidade muito grande para todos os homens! Ao meditar bem nesta questão o cuidado com o que se fala será maior, lembrando que será motivo de julgamento (Mt 12. 36 e 37).

Como não se pode nem se deve ficar calado, é preciso verificar como estão as palavras. Tiago é contudente ao dizer: "se alguém não tropeça no falar é varão perfeito, capaz de refrear também todo o corpo" (Tg 3.12)

 É interessante que sempre há uma escolha:  morte ou vida (Dt 30.19); maldição ou benênção (Tg 3.10); destruição ou edificação ( Ef 4.29); trevas ou luz (Lc 11.35; II Co 6.14); etc.

O coração é que vai determinar o lado que se estar, e a língua demonstrará, evidenciará isto!
O apótolo Paulo sempre tráz, na segunda metade de suas epístolas, a questão prática da vida cristã, que passa pelo coração atingindo a língua. Em Efésios 4.25-32, ele fala da santidade através dos relacionamentos. Uma língua que não entristece ao Espírito Santo e edifica quando fala, certamente tem como fonte um coração sem amarguara, em cólera, sem discórdia, etc.
Por isto é tão importante a transformação, ou santificação, num processo paulatino, porém constante. A intimidade com Deus (Sl 25.14) é que mantém o coraçaõ no rumo e ritmo certo, parecendo cada vez mais com Jesus Cristo, o exemplo maior em tudo (Ef 4.13; II Co 3.18). 
Salomão, em Eclesiastes 8.5b ensina que "...o sábio sabe o tempo e o modo", em Provérbios 25.11 que "como maças de prata em salva de prata é a pslevra dita a seu tempo". Portanto, é preciso ser sábio para falar não só o certo, mas o certo na hora certa!

A palavra na hora certa, ou a seu tempo (Pv 15.23), não é sempre a que agrada, como é conviniente pensar. Mesmo não agradando, dita a seu tempo frutificará (Pv 27.5e6)!


Há um antagonismo evidente em Provérbios 26 4 e 5 que demonstra a necessidade da sabedoria para falar ou calar na hora certa diante de um tolo ou... de qualquer pessoa! Nunca é demais lembrar que "o temor do senhor é o pincípio da sabedoria" (Pv 9.9).
  Quem vive de acordo com a Palavra de Deus se relaciona bem em todos os níveis ( com Deus, consigo e o próximo) e áreas ( filial, conjugal, congregacional, vizinhança, etc). Já reparou quantos "uns aos outros" há no NT? Marque-os e veja como tem se relacionado.

São os ouvidos de quem está próximo que aprovam ou desaprovam sua língua (Jó 12.11; 34.3), dizendo se é agradável, temperada e saborosa sua palavra (Col 4.6), ou não!
Leia os seguintes versículos:

- "Refreia a língua do mal e os lábios d falar dolosamente." Sl 34.13
- "De boas palavras transborda o meu coração. Ao Rei consagro o que compus; a minha língua é como pena de habilidoso escritor." Sl 45.1
- "Prata escolhida é a língua do justo, mas o coração dos perversos vale mui pouco." Pv 10.20
- "Alguém há cuja tagarelice é como pontas de espada, mas a língua dos sábios é medicina." Pv 12.18
- "Alíngua dos sábios derrama o conhecimento, mas o coração dos insensatos não procede assim." Pv 15.7
- "A morte e a vida estão no poder da língua, o que bem a utiliza come do seu fruto." Pv 18.21
- "Seja pporém, a sua palavra: Sim, sim; Não, não. O que passar disto vem do maligno." Mt 5.37
- "Oh! Como são oersuasivas as palavras retas!" Jó 6.25a
- "Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, e sim unicamente a que for boa para edificaçaõ, conforme a necessidade, e, assim transmita graça aos que ouvem." Ef 4.29
- "Avossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para saberdes como deveis responder a cada um." Col 4.6
- "Pois quem quer amar a vida e ver dias felizes refrei a língua do mal e evite que os seus lábios falem dolosamente." I Pe 3.10

Faça uma autoavaliação e veja como está o seu coração e, consequentemente, suas palavras. Se não estiver muito bem, não se constranja, nem se preocupe. É só reconhecer, confessar e quebrantar-se diante de Deus pois, "ha um coração quebrantado e contrito não despreza" (Sl 34.18; 147.3)! 
E então ore como Davi no Salmo 51.10: " Cria em mim, oh Deus, um coração puro e renova dentro de mim! um espírito inabalável"


                                                                                                               

                                                                                 Com carinho

                                                                                                          Lúcia Barros