O TUDO COOPERA! TEM O MAIOR PRAZER EM RECEBER SUA VISITA, ESPERO, DE ALGUMA FORMA, SOMAR COM VOCÊ QUE É SEMPRE MUITO BEM VINDO. VOLTE SEMPRE!

O blog tem este nome porque, eu realmente creio que tudo que acontece, bom ou ruim, acaba contribuindo para o bem, para o crescimento, o amadurecimento, de quem se deixa moldar dentro do processo. Mesmo que na hora não se perceba tal coisa.

terça-feira, abril 16, 2013

Eterna Construção Em Destruição







Eterna Construção Em Destruição


Um mundo... muitos mundos. 
Quantos mundos num mundo que muda o tempo todo e nunca deixa o mundo atual existir.
Um mundo que briga para existir em outro mundo.
Um mundo que, devagar, se forma noutro mundo, e fica desapercebido, até que, com ousadia, alguém extasiado o desnuda e expõe.
Todo o tempo um maravilhoso mundo novo passa a existir, sem renegar ou destruir o antigo. 
Que, ainda que pareça, em algumas situações, destruido, acabado, está vivo. Por si e no outro. 
Novíssimo mundo que, em não se sabe quanto tempo, também deixará de existir. E nunca acabará.
Um mundo novo, queira ou não, está sempre presente.
Eterna mutação que acontece enquanto se pensa: 

"Está tudo igual!" 
"Não há nada novo!"

E não há!
Mas há!

É tudo velho, antigo e novo. 
Ao mesmo tempo!
Depende de  quem quer ver, o que se quer ver,  como se quer ver, e como se vê.
Mundo novo, não apenas interior, mas, em tudo que se olhar e puder tocar, fisicamente ou não.

Nada é igual!
Tudo é igual!

Igual em que é novo, o tempo todo.

Mundo oculto!
Belo!
Não se sabe o que realmente está sendo construído.
O que se destrói, enquanto constrói.
O que se constrói, enquanto destrói.

É esperar para, de tempo em tempo, poder contemplar.
Ou... pelo menos tentar.


Com carinho,
                        Lúcia Barros.