O TUDO COOPERA! TEM O MAIOR PRAZER EM RECEBER SUA VISITA, ESPERO, DE ALGUMA FORMA, SOMAR COM VOCÊ QUE É SEMPRE MUITO BEM VINDO. VOLTE SEMPRE!

O blog tem este nome porque, eu realmente creio que tudo que acontece, bom ou ruim, acaba contribuindo para o bem, para o crescimento, o amadurecimento, de quem se deixa moldar dentro do processo. Mesmo que na hora não se perceba tal coisa.

quinta-feira, julho 20, 2017

AMIZADE PARA A VIDA TODA










AMIZADE PARA A VIDA TODA

Lúcia Barros



São muitas as pessoas que assim pensam e dizem.

AMIZADE VERDADEIRA É PARA TODA A VIDA.

Se assim não for, não era verdadeira e, nem mesmo era amizade.

Discordo!

Como uma pessoa que acredita que tudo é processual, não vejo a amizade e nem muitas outras relações assim.

Não é que nada é para sempre. Pode, e de preferência, convém que assim seja. Para sempre! Mas, muitas vezes não é possível e não tem que ser. Não é regra. A vida oferece muitas vertentes e, a liberdade de escolha, ou a não escolha, acabará conduzindo por caminhos diferentes.

Alguém, uma amiga ou um amigo, pode caminhar com você um longo percurso e ser verdadeiro. Então chega uma bifurcação e cada um escolhe continuar por um dos lados. O que foi vivido até então se torna mentira? Só se durante o caminho percorrido houve hipocrisia de uma das partes, caso contrário, foi verdadeiro. A partir de então os encontros fortuitos na caminhada propiciará bons momentos de recordação. Alguns em conjunto, outros, com outras pessoas que vão se achegando, conforme a trilha escolhida.

Que a amizade é algo para ser cultivado e valorizado é sabido.

Que as reclamações e lamentações sobre a impermanência e a busca de interesses próprios nas relações são uma constante, também é sabido.

Gosto sempre de partir do ponto, e eu?

Eu sou uma amiga digna de confiança?

Sei ouvir com atenção e calar para todos os outros ouvidos o que a mim foi confidenciado? Todos buscamos alguém de confiança, mas, o bom é se fazer alguém de confiança!

Sou uma amiga presente, mas, que sabe respeitar o espaço do ente querido? É tão fácil invadir e achar normal. ‘Jogar verde para colher maduro’ em situações que não foram expostas, para não parecer invasivo. O próprio pensamento sendo imposto sobre as decisões que ela ou ele assume. Discordar é legítimo e parte de um relacionamento saudável. Apoiar se não é errado nem fere a dignidade, é fundamental para que seja chamada de AMIGA! Ou AMIGO!

Sei escutar sem julgar?

São tantas as vezes que a amizade, ou qualquer outro tipo de relacionamento, vai esfriando por não poder falar o que se pensa, mostrar-se como se é! Já se sabe de antemão as condenações, críticas, piadinhas e, o pior de tudo, pontadas, cutucadas que virão no decorrer do tempo. É a minha caixinha, e ela só cabe o que é do meu jeito. Qualquer outra forma ou tamanho torna-se esquisito.

Sou interesseira?

Naturalmente sei que há troca. O relacionamento interpessoal é a interação entre pessoas. Então, tem que haver algum tipo de troca. TROCA! Não alguém sugar o outro até o esgotamento deste. Sim, existem parasitas que amam e são amigos queridos.  Mas, eu sou assim? Será que quero, ou até mesmo exijo, o que não ofereço? Aí complica!

Detectar alguns pontos negativos em nós mesmos, não é ser pessimista nem ter baixa estima. É ser realista e localizar algo para ser combatido, destruído ou transformado para melhor. Processo! Olha ele aí! Constante e paulatino.

Amizade!

Bem que modifica a vida e o viver!

Busque ser a amiga ou o amigo que quer ter. Acabará encontrando pelo caminho verdadeiros e preciosos irmãos!

Com carinho, 
                              Lúcia Barros